Sobre a SSAB

A SSAB é uma empresa siderúrgica global e altamente especializada, movida pela relação próxima com os seus clientes. A SSAB desenvolve aços de alta resistência e oferece serviços para um melhor desempenho e sustentabilidade. A empresa é produtora líder mundial em aços avançados de alta resistência (Advanced High Strength Steels, AHSS) e aços temperados (Quenched Tempered, QT), bobinas, chapas e tubos, bem como soluções para construção. Os aços e serviços da SSAB ajudam a tornar os produtos finais mais leves, além de aumentar a sua resistência e vida útil.

Fatos e números

A SSAB está listada na Nasdaq OMX de Estocolmo (lista de empresas de alta capitalização) e possui uma listagem secundária na Nasdaq OMX de Helsinque.

Tem sede em Estocolmo, Suécia

President & CEO: Martin Lindqvist

A SSAB emprega cerca de 16.000 pessoas em mais 50 países.

Vendas líquidas: SEK 57 bilhões (SEK 60 bilhões pro forma em 2014)

As nossas divisões

A SSAB é estruturada em três divisões : A SSAB Special Steels, a SSAB Europe e a SSAB Americas, além de duas empresas subsidiárias: Tibnor e a Ruukki Construction.

  • SSAB Special Steels – Parceira global em serviços e aços temperados e revenidos (Q&T) e Aços Avançados de Alta Resistência (AHSS)
  • SSAB Europe – A principal produtora nórdica de chapas finas,  chapas grossas e tubos de aço de alta qualidade
  • SSAB Americas – Uma das principais produtoras do mercado norte americano de chapas e bobinas de aço de alta qualidade
  • Tibnor – Uma das principais distribuidoras nórdicas de aços e metais não ferrosos
  • Ruukki Construction – Fornecedora europeia de soluções energeticamente eficientes em edifícios e construção
Hameenlinna Mill

Unidades produtivas

A SSAB possui um sistema de produção econômico e flexível. As plantas de produção da SSAB na Suécia, Finlândia e nos EUA têm uma capacidade anual de produção de aço de 8,8 milhões de toneladas.
A empresa também possui capacidade de processar e finalizar vários produtos em aço na China, Brasil e muitos outros países. Na Suécia e na Finlândia, a produção é integrada a um processo de alto-forno. Nos EUA, os fornos elétricos a arco são usados com processos de produção que utilizam sucata.

180