180
Todo o potencial

 

Inscreva-se para receber o boletim trimestral de aços especiais
para receber as últimas notícias sobre aços de alta resistência Strenx®

 

Assinar newsletter

Todo o potencial

A McConnel, fabricante britânica de soluções para a manutenção da vegetação, está acostumada a trabalhar com aço de alta resistência. Agora, a empresa levou o uso deste material a um nível totalmente novo, desenvolvendo um produto nunca visto antes no mercado e que até então era considerado impossível.

Os primeiros no mercado
A McConnel lançou o primeiro aparador de cerca-viva montada em trator nos anos 1940. Desde então, sempre esteve na vanguarda do setor no que diz respeito à inovação. Por isso, no ano de 2016, quando o seu distribuidor holandês apareceu com a ideia de um novo aparador de cerca-viva compacto com extensão variável (VFR), a McConnel decidiu construí-lo a partir do zero – e do aço de alto desempenho.

"Um braço com extensão variável em um aparador de cerca-viva oferece maior estabilidade em terrenos inclinados e melhor capacidade operacional, graças ao maior alcance. Além disso, não é necessário trocar os tratores para operações de cortes difíceis", explica Arnaud Henry Lefort, engenheiro de projeto da McConnel.

O novo VFR deveria ser compacto e leve o suficiente para permitir que tratores menores utilizassem com mais eficiência o corte da vegetação em pequenas estradas e ciclovias. Portanto, o principal desafio seria obter a estabilidade estrutural correta e a rigidez torsional, com a utilização de materiais leves.

Compreender as possibilidades
Para obter ajuda na escolha do tipo certo de aço e design, a McConnel procurou a SSAB.

"A McConnel é um cliente de longa data da SSAB e, neste projeto de desenvolvimento, participou de vários seminários para adquirir conhecimentos sobre as possibilidades reais do aço de alta resistência", explica Aaron Middleton, Suporte técnico em aços especiais, da SSAB. “Para o conceito de design, observamos princípios bem conhecidos, baseados na literatura técnica, visando uma forma ideal e foi assim que identificamos o aço certo.

 Devido à sua excelente conformabilidade, o aço Strenx® 700 MC Plus provou ter a qualidade ideal para o braço e as estruturas auxiliares e tornou possível executar a forma otimizada do aparador de cerca-viva. As áreas expostas ao desgaste, próximas da cabeça de corte, são fabricadas em laminado a frio Hardox 450.

"A complexidade do projeto exigiu que tivéssemos as ferramentas certas; até a ordem de soldagem foi fundamental" afirma Henry Lefort. "Foi um processo desafiador, mas valeu a pena graças ao resultado, que nunca teria sido alcançado sem o aço de alta resistência".

Benefícios diretos

O resultado final foi o PA 4830 VFR, um aparador de cerca-viva com dimensões compactas excelentes e desempenho impressionante.

"O braço antigo pesava 530 kg em comparação com os 450 kg do novo PA 4830 VFR, que também oferece 0,5 m de extensão variável frontal", explica John Frank, Gerente de engenharia da McConnel. "Isso também significa que podemos colocar a máquina em um trator muito menor, o que é mais econômico em termos de eficiência de combustível. No geral, também se utiliza menos aço."

My Inner Strenx® aprovado

O fato de que o novo aparador de cerca-viva aproveita totalmente o potencial dos aços Strenx® e Hardox, da SSAB, contribuiu para torná-lo parte do programa My Inner Strenx®, da SSAB.

My Inner Strenx® é um programa para fabricantes que querem fabricar os melhores produtos possíveis, usando o aço de alto desempenho Strenx®. Ele permite um melhor acesso ao suporte da SSAB e é uma forma de operadores e usuários finais identificarem fabricantes e produtos fabricados com aço de qualidade superior e técnicas de produção de qualidade controlada.

Perspectivas promissoras

O novo VFR da McConnel foi lançado na feira Agritechnica 2017, em Hamburgo, recebendo uma resposta muito positiva. Os testes de longo prazo realizados com alguns clientes também confirmaram o interesse e os pedidos já chegaram.

"Nós apreciamos o suporte e a qualidade do aço da SSAB", explica Frank. "Caso contrário, teria sido difícil realizar o projeto".